terça-feira, 18 de agosto de 2009

SINCRONICIDADE E SALTO QUÂNTICO




Quarta, 19 de agosto

01:15  Não postei antes por absoluta falta de tempo. Os dias tem sido corridos e, para se ter uma idéia, ontem acordei antes das 6 pra fazer uma gravação.  Tenho ainda algumas músicas por terminar, para o meu disco e para outros projetos. Vou aproveitar o silêncio desse começo de madrugada, mas antes gostaria de introduzir alguns assuntos levantados nos comentários.

Gostei muito da contribuição de Letícia, falando do filme Ponto de Mutação. Dei uma procurada na Fnac pra comprar e na locadora que costumo alugar, mas não encontrei. Há algumas possibilidades de baixar pela internet, mas sou purista em relação a isso, pois também vivo de direito autoral e não gosto de baixar nada de graça. 

O livro em que o filme foi baseado faz parte de um conjunto de coisas do maior interesse para mim. Fui até minha estante procurá-lo mas não o encontrei, nem esse nem o Tao da Físicatambém do Fritjof Capra . Foi feita uma descupinização do móvel da sala de leitura e os livros foram todos retirados. Eu não estava em casa e a menina que trabalha comigo colocou de volta sem nenhum critério. Preciso tirar uma manhã pra colocar tudo em ordem novamente. 

Na minha busca, topei com um livro de C.G.Jung chamado Estudos Alquímicos, que ainda não li. Houve época em que lia muito Jung e também alguns de seus discípulos como Marie-Louise Von Franz, que já citei aqui em um post publicado no dia 6 de outubro do ano passado. Alguém disse que há um tipo de psicologia para cada tipo de pessoa. Sempre identifiquei-me mais com Jung e sua psicologia analítica, que incorporou sabedoria oriental, mitologias, alquimia, estudo dos sonhos e trouxe à luz a idéia de Inconsciente Coletivo

Podemos passar a vida sem atentarmos às questões mais essenciais, sem nos fazermos as perguntas certas que poderiam realmente mudar nossas vidas. Há um mecanicismo na nossa forma de agir. Costumamos repetir padrões sem questionar por que, e geralmente nos preocupamos com questões de pouca importância, deixando de lado aquelas que estão relacionadas ao entendimento do nosso estar no mundo.

De uma forma geral, somente quando uma forte crise nos abate, é que perguntas essenciais nos vem à tona. Por isso, a palavra crise é associada a oportunidade. Da palavra crise nasce a crítica. A crítica musical, por exemplo, se bem fundamentada, pode causar uma crise no artista, que, por sua vez, se souber aproveitá-la, poderá provocar uma ruptura em seus parâmetros de criação e buscar um caminho novo. O mesmo ocorre com uma crítica pessoal, ou uma auto-crítica, quando nos olhamos de fora sem vaidade ou autocomiseração e percebemos aquilo que devemos mudar para crescer. Isso muitas vezes dói, mas o resultado é maravilhoso. Há que se tirar proveito da dor. Há uma frase sábia, não sei quem é o autor, que diz: " A dor é inevitável, o sofrimento  opcional" . E outra que diz: "Crescer dói". 

Pois o que acontece é que a sociedade, como a conhecemos, da forma como está organizada, vive uma imensa crise composta de diversas crises menores e simultâneas, como nunca houve na história conhecida, e que trazem à tona uma necessidade urgente de questionamento e mudança de paradigmas. Lembrando ainda Jung, há um livro dele chamado Sincronicidade, que inspirou o disco Synchronicity do The Police. Não precisaria citar aqui a banda de Sting, não foi através dela que me interessei pelo tema, apenas fiz a relação para que esse papo também tenha um viés pop e para que os leitores desavisados  possam dispor de mais essa informação. 

Em seu livro,  Jung  fala das coincidências significativas, coisas que nos acometem simultaneamente sem ter necessariamente uma causa única visível, mas que estão ligadas temporalmente e que acabam agindo de uma forma determinante. Por exemplo, às vezes pensamos em uma pessoa, depois alguém nos liga e fala dessa pessoa, depois, por acaso você se depara com uma carta (isso não existe mais) ou um objeto relacionado a essa pessoa, e quando você menos espera essa pessoa aparece na sua frente. Jung chamava essas acontecimentos de coincidências significativas ou sincronicidade e dizia que faziam parte de um feixe de eventos que estavam relacionados não por fatores causais, mas por apresentarem um significado igual ou semelhante.

Ainda não li nada que aborde a psicolgia Junguina sob a ótica da física quântica, mas imagino que deva haver alguma literatura a esse respeito. O que penso e digo agora de forma rudimentar é que a sincronicidade talvez possa ser explicada como um efeito do poder de atração, uma consequência da repetição constante de pensamentos e desejos que acabam se materializando.

Para explicar melhor,  tomo como auxílio um trecho de um artigo do físico, pensador e conferencista Fred Allan Wolf: 

"Não estou falando do ponto de vista de uma ilusão ou de uma loucura imaginária. Estou falando a partir de uma compreensão mais profunda, básica. A física quântica realmente começa a apontar para essa descoberta. Ela diz que você não pode ter um Universo sem se importar em entrar nele, e que a mente está de fato dando forma a cada coisa que está sendo percebida."

Ou seja, muito diferente da física clássica, Newtoniana, do "mundo grande" como disse Letícia, onde os fenômenos não dependem de um observador para ocorrer (como uma maçã que tomba atraída pela força da gravidade) no mundo microfísico, segundo a física quântica, os fenômenos dependem sim de um observador. E, como as coisas grandes são compostas dos elementos microfísicos,  se nosso pensamento pode interferir no comportamento dos átomos, por consequência interferirá também no mundo das coisas "grandes" . 

Por isso, imagino que uma sequência de eventos que apresentem uma correspondência entre si a ponto de caracterizarem o que Jung chamou de Sincronicidade,  podem ter origem na persistência de um pensamento  ou, para ser mais justo,  na "egrégora" criada a partir de uma conjunção de pensamentos e desejos de uma ou mais pessoas.

Até mesmo a maçã de Newton, pode ter sido fruto de um pensamento reincidente do tipo "vou dormir aqui embaixo dessa árvore, mas corro o risco de que uma maçã caia sobre minha cabeça".  O que , segundo a lenda, de fato ocorreu, inspirando o cientista a criar a sua Lei da Gravitação Universal. Lógico que essa história do pensamento reincidente no espisódio Newtoniano é uma elocubração minha. E, se tivesse ocorrido, Newton provavelmente não levaria a sério o fato da força do seu pensamento ter agido a ponto de colaborar com a gravidade.  Isso tem mais a ver com o pensamento quântico, o que era completamente impensável nos séculos XVII e XVIII e seria visto como crendice opondo-se diametralmente ao espírito científico que se descortinava.

A meu ver, a crise porque passa a humanidade oferece uma grande oportunidade individual e coletiva de reorganização. E, penso eu, essa reorganização deve começar com uma reorganização de si próprio, pois você não consegue transformar o mundo se não conseguir primeiro  transformar a si mesmo. Portanto, devemos ter a atenção voltada aos nossos atos, lutar contra nossos vícios, compulsões e ações mecânicas. E por consequência procurar ver mais beleza nas coisas, ser mais solidário e atento ao que ocorre à nossa volta.

Voltando ao tema das perguntas essenciais, parece que Newton se perguntou: "Por que uma maçã cai da macieira para o chão, ao invés de flutuar?"  As consquências dessa pergunta já conhecemos.

Por sua vez, o físico Niels Bohr perguntou: "Como é possível um elétron ir de A para B sem jamais passar entre esses dois pontos?" 

Na busca de sua resposta contribuiu decisivamente para a compreensão da estrutura atômica e da física quântica.

Muitas perguntas me ocorrem agora. Algumas de âmbito pessoal como:
O que me faz bem e o que me faz mal? 
Que tipo de pensamentos e emoções tenho involuntariamente?
Quais desses pensamentos e emoções são negativos e devo eliminar e quais são os pensamentos relevantes e positivos que devem permanecer.


Claro que essas perguntas são subjetivas e podem ter respostas diferentes a cada dia. Mas à medida em que combatemos nossos maus hábitos, temos saltos qualitativos e mais perto de respostas confiáveis chegaremos. E isso será fundamental para operarmos nossas mudanças.

E também me ocorrem perguntas relativas à coletividade:

Como evitar ou diminuir o uso de materiais plásticos?
Como posso contribuir para que a coleta de lixo seletivo na minha rua seja eficaz? 
Como posso colaborar para um sistema que beneficie a reciclagem? 

Na busca das respostas,  vou conhecendo pessoas com as mesmas preocupações, algumas delas já atuando, descobrindo soluções e aplicando na sua vida. E também vou encontrando alternativas para o consumo, priorizando materiais recicláveis, comprando produtos orgânicos, etc.

Essas são coisas que qualquer pessoa pode fazer, independente do seu grau de instrução e do tempo que dispõe, pois que, quanto mais ativos estamos, mais tempo encontramos para nossas realizacões.






Olhando fixamente para a foto acima, temos a impressão de que as nuvens se movem. Isso não tem nada a ver com que foi falado no post. É apenas ilusão de ótica criada pelo semi círculo. Ou então, se formos crédulos,  a foto conseguiu captar bem o momento em que foi feita, pois as nuvens, de fato, se moviam.

Boa quarta feira pra todo mundo.
Volto em breve.

Foto do alto com meu sobrinho Arthur  brincando no lap.

45 comentários:

Kiana_Nursing disse...

Bom dia Totonho!!!!

Nossa,que post enriquecedor...

Sempre que aqui venho agrego conhecimentos,muito bom...
De física quantica nada entendo,aliás,de física em geral rsrs mas ao ler esse post aprendo "coisas" q nao imaginaria...

"...a crise porque passa a humanidade oferece uma grande oportunidade individual e coletiva de reorganização."

Concordo com sua visão e acho muito válido essa exposição,nos faz refletir sobre o nosso "eu",o que fazemos para melhorar nossa existencia e consequentemente o que nossos atos interferem no coletivo.

E dentro do que faço,muito me preocupa o "coletivo",pra ser mais específica,o "outro"...atuo diretamente com isso,e busco sempre me doar no melhor que eu tenho nessa busca incessante de poder melhorar de alguma forma o "universo" ao qual vivemos...Tenho consciencia que meus atos refletem mais adiante...e isso que me faz ser tão apaixonada pelo que faço...
Ao te ler,saio daqui mais instigada...

Nossa,Obg Totonho por trazer reflexões pertinentes.Te admiro muito...

Não é atoa,que sou habitué desse blog rsrs Sempre saio daki mais rica rsrs




xerãoooooooo de sua fã potiguar

Giselle disse...

Acho muito louca fisica quantica. Surreal...
Certa vez iniciei a leitura do livro "A Física Quântica em nossa vida", de Ony Ramos.Não conclui ate hoje.Mas por alto foi o de leitura + clara p mim.
Sabe q esse papo ate me empolga para vasculhar minha estante a procura do assunto.
BjO

Tuila Bittencourt disse...

Olá Totonho!
Eu frequento esse blog já faz um tempo mas nunca comentei! Sou um pouco tímida! Porém hoje me identifiquei muito com esse post, estou passando por um momento cheio de crises e críticas pessoais e coletivas. Acho de extrema importância esses questionamentos sobre a vida, por mais difícil que isso seja.
Quanto à física quântica eu me interesso muito, alias me interesso pela ciência em geral. Já assisti ao filme Ponto de Mutação, mas já faz um tempinho e acho que preciso assistir de novo
Aproveitando que eu criei coragem pra postar aqui, queria dizer que adoro seu trabalho, acho vc um cantor e compositor incrível. Sou super fã e também estou aguardando seu próximo trabalho.
Acho esse blog excelente, ele sempre me enriquece de alguma forma. Muito obrigada!
Bjos

Giselle disse...

Perguntas, perguntas...
Me questiono tanto, que sinto me num balaio de gato.Completamente presa aos fios.
E isso por vezes parece ñ caber em mim.
E realmente uma boa pegunta é: quais são os pensamentos relevantes e positivos que devem permanecer?
Bom dia p todos!!
BjO

Val Becker disse...

Parabéns. Legal seu blog!
Vou indicar no meu :)

Aproveitando o Dia Mundial da Fotografia: essa foto com o Arthur tá linda!

Beijos gauchescos.

Thais Pinheiro disse...

O que eu vim dizer,nao tem haver com o post,eu vim falar sobre o premio multishow de ontem,oq foi aquilo gente que marmelada,acho Marisa monte que ela canta mto,mais dizer q ela tem mais público do que a AC e Ivete ai já é sacanagem,mais o povo adora ser enganado,o DVD da AC mil vezes melhor do que da MM,mais vamos engolir isso e dizer q acreditamos nessa marmelada,eu estava lá todo mundo ficou indginado.
Ana estava linda!!!
bjss
Antonio bjssss!!!!!

Bárbara disse...

Boa tarde Totonho!

Incrível, realmente muito incrível ler cada detalhe do seu post, aquela frase que você citou " A dor é inevitável, o sofrimento é opcional!" acredito que seja de Carlos Drummond de Andrade... Eu adoro esta frase, ela é grandiosa.

Devemos refletir sobre nossas atitudes, sobre nossas ações, e rever o que necessitamos modificar dentro de nós mesmo.

Adoro ler e falar sobre os sentimentos mais profundos que voam em nosso 'eu'.

Espero ansiosamente uma nossa palavra sua...

Grande beijo, fica com Deus.

Daninha disse...

Nossa!Cada vez que passo aqui sinto como se tivesse crescido um pouco mais nos meus conhecimentos...
Não entendo nada de física no geral(¬¬')..mas depois deste post,confesso que a Física Quântica atiçou minha vontade de compreendê-la..rssrsr
Beijos!!

Veluma Nunes disse...

Quando eu olhei o tema: "SINCRONICIDADE E SALTO QUÂNTICO", eu logo imaginei , "vou boiar no post de hoje, não saco nada de física, por isso faço faculdade de HISTÓRIA" ,rs.
Mas quando comecei a ler o post percebi que estava enganda.
A sua facilidade em transmitir certos assuntos, ou melhor , qualquer assunto, faz com que meu cerebro e minha cabeça(principalmente) entenda tudo muito rápido.
Aliás, depois nesse texto eu pude perceber que nada na vida, assim como na fisíca é atoa.
"A crise porque passa a humanidade oferece uma grande oportunidade individual coletiva de reorganização"
Sem dúvidas nenhuma , pena que não é ô mundo todo que lê o seu blog!
Sempre aprendo algo novo aqui, algo de últil, inteligente e enriquecedor.
Cada dia mais me apaixono pelo seu jeito Totonho de ser.
Obrigado por tudo , beijos!!!

Veluma Nunes disse...

Coloquei acentos aonde não tinha e "comi" palavras!
perdões , to sem tempo.
To estudando muito;
Beijos ,.

Veluma Nunes disse...

Eskeci de falar , hoje é aniversário da blogtonha JULIANA.
JUUU , PARABÉNS !!!
tudo de bom , felicidades , saúde .
beijoooooosss;

Hannaly Oliveira disse...

Confesso que tive que ler mais de uma vez o post pra compreender, e mesmo assim nao se se consegui!

Sincronicidade.. gostei dessa palavra! Na verdade vc acaba de me explicar o que andou acontecendo comigo nos ultimos tempos. Uma sucessão de 'acontecimentos' bons, que devem estar ligados por uma maré de sorte que passou por aqui, ou sei lá..

A palavra sincroncidade também me fez pensar na minha sincronia com algumas pessoas.. a cada dia conhecendo pessoas novas e descobrindo algumas no mesmo ritmo que eu, em uma verdadeira sincronia.

Sincronia que vejo, por exemplo, entre você e a Ana, que vi entre Gadu e Leandro Leo.. nao necessariamente no mesmo contexto, musical, mas a coisa de ver a vida no mesmo tom, pelo mesmo angulo.


já que vc falou de leitura, me sinto a vontade pra dizer que li de ontem pra você Gota d'água, do Chico com Paulo Pontes. Nossa, quando li 'Uma tragédia brasileira' na capa não levei muito a sério.. me assustei um pouco com o final!

Sinceramente.. ainda bem que acompanho seu blog, viu?!

Beijones!

"A dor é inevitável, o sofrimento é opcional" é do Carlos Drummond

Bruna Matos disse...

Ola Antônio!
Sempre leio seu blog, acho os assuntos incríveis, adoro sua maneira de escrever e de se expressar, a propósito por que não escreve um livro?, penso eu, que faria um enorme sucesso!
Mais uma vez um excelente post! Também tenho muito dessas perguntas tanto de âmbito pessoal quanto coletivo. E o que me preocupa em relação ao coletivo é o capitalismo selvagem que faz com que as pessoas nunca pensem uma nas outras, mas somente em sí mesmo. Tenho 16 anos, muitas ideias e pesamentos em relação a isso, e fico confusa, pois quando na época ditatorial do Brasil as pessoas eram egajadas e realmente lutavam por um mundo melhor, agora que "temos" libetdade não fazemos nada pra mudar. Porém, ainda tenho muita esperança e vontade de mudança e só por isso:"mais honesta ainda vou ficar, só de sacanagem!".
Bjs e Parabéns!

Cami Rodrigues disse...

Tonho,

A tal da rotina e da comodidade, sao ás vezes grandes inimigos...
Em certos casos, fazem com que as pessoas "fechem os olhos" para as chamadas questões essenciais.

É o dito "empurrar com a barriga".

Comer congelado porque é mais fácil do que comprar e preparar verdura fresca, ficar quieto diante de uma injustiça é menos trabalhoso do que protestar, seguir vivendo uma relação que já não é de amor é melhor do que o desgaste que supõe fazer ás malas e sair pela porta á fora, jogar o lixo misturado no lixeiro porque é porcaria separar lixo......

Os comportamenos se repetem, a voz ativa pra mudar fica calada dentro das pessoas durante vários invernos até que essa crise a qual você se refere, bate na porta e faz doer, de maneira que ou você muda, ou desvanece...

Porque precisa doer pra mudar? Já me perguntei, já me perguntaram.

E o que eu sei, é que de tudo que já passei de difícil nessa vida, serviram pra me fazer crescer muitíssimo e aprender mais ainda.

E eu, não penso mais em esperar que me dôa, para mudar, sempre que possa, claro.

A sincronicidade existe e pensamentos positivos atraem coisas e pessoas positivas. É assim de complexo e assim de simples.

A idéia é pensar pra frente, materializar na nossa vida coisas boas, sejam grandes ou pequenas e atrair sempre pessoas positivas pro nosso círculo social.

Eu tenho feito isso e á propósito, obrigada por começar á fazer parte do meu.

Um beijo e até a próxima água de coco.

Cami Rodrigues disse...

Tonho,

A tal da rotina e a tal da comodidade, sao ás vezes grandes inimigos...
Em certos casos, fazem com que as pessoas "fechem os olhos" para as chamadas questões essenciais.

É o dito "empurrar com a barriga".

Comer congelado porque é mais fácil do que comprar e preparar verdura fresca, ficar quieto diante de uma injustiça é menos trabalhoso do que protestar, seguir vivendo uma relação que já não é de amor é mais cômodo do que o desgaste que supõe fazer ás malas e sair pela porta á fora, jogar o lixo misturado no lixeiro porque é porcaria separar lixo......

Os comportamentos se repetem, a voz ativa pra mudar fica calada dentro das pessoas invernos trás invernos até que essa crise a qual você se refere, bate na porta e faz doer, de maneira que ou você arma um cambio, ou desvanece...

Porque precisa doer pra mudar? Já me perguntei, já me perguntaram.

E o que eu sei, é que tudo que já passei de difícil nessa vida, serviu pra me fazer crescer muitíssimo e aprender mais ainda.

E eu, não penso mais em esperar que me dôa, para mudar, sempre que possa, claro.

Mudo de postura, mudo de atitude, mudo até de país, rs... mudo!

A sincronicidade existe e pensamentos positivos atraem coisas e pessoas positivas. É assim de complexo e assim de simples.

A idéia é pensar pra frente, materializar na nossa vida coisas boas, sejam grandes ou pequenas e atrair sempre pessoas positivas pro nosso círculo social.

Eu tenho feito isso, e á propósito, obrigada por começar á fazer parte do meu.

Un beso y hasta la proxima agua de coco. :)

Marcelle Bulhões disse...

Boa Noite , Antonio .
"A crítica musical, por exemplo, se bem fundamentada, pode causar uma crise no artista, que, por sua vez, se souber aproveitá-la" , mas tem críticos, que põe bronca , mas tem crríticos, que por suas escolhar, e formas moderadas , conseguem elogiar tal músico, basta o músico, ter a consicência, que foi uma crítica boa .

bj ;*

Juliana!!! disse...

Totonho!
Q postagens interessantissimas vc fez nesses ultimos dias... Como estava no RJ, praticamente sem contato com o mundo internetico, vou ter q tirar um tempinho pra le-los! (voltando a escola/trabalho e há muito a ser feito quanto a reposicao das aulas).
Pelo "bater de olhos" sao assuntos q ja me pertencem de certa forma. Sou casada com um Fisico (pesquisa Ensino de Fisica Moderna, além de ministrar aulas para Ensino Medio) e essas discussoes sao constantes - é ate engraçado pq sou toda de Ciencias Humanas e muitas coisas convergem, embora de referenciais diferentes...
Passei mais pra dizer q estou VIVA e morrendo de saudades do RJ! (Sim, o encantamento foi BEM MAIOR q meu sangue paulistano) Se eu pudesse ia todo final de semana pra essa cidade horrorosa hehehe
Vou aguardar maiores informações sobre o Sarau... Se vc tiver qquer confirmacao quanto ao final de semana, pelo menos, já ajuda! Pq já tento fechar as passagens e um possivel aluguel de ape (so 15 dias ate a provavel data hehehe)... Vou passar mais 4 dias AIH!!!!!!!!!! Uhuhuhuhuh!
Bjos e te mais!
PS> VELUMA - Obrigada pelos Parabens!

Luan disse...

Um dia eu escrevi aqui no blog que ler um post seu é a assistir a uma aula de literatura. Erro meu! Literatura, Física, Filosofia, Sociologia, História... A cada dia aprendo mais e mais coisas sobre o "eu" e sobre o mundo. Show de bola!

Talvez tudo isso resuma a solução para diverdos problemas dessa desorganização da humanidade. Se pararmos pra pensar no que importa e é essencial, quem sabe não estaríamos assim... "Quero mudança total, uma idéia genial, a ciência e o amor a favor do futuro, quero o claro no escuro" Você é o cara! hehe





___________________________________
OPS! E o show aqui em Aracaju, vai ter mesmo? (Tô esperando um "Claro que sim!" haushaush)

Giselle disse...

Juliana,

PARABENS atrasado!Td de bom p vc...

A Nuvem de Nejar disse...

Rapaz... criei um mostro hihihi

Brincadeira! Adorei os comentários que fez em relação ao assunto louco que levantei. Quase me perdi em entender como viemos parar aqui, mas...

Já anotei as dicas de ligações destes assuntos com a psicologia. Incrível como as ciências se interconectam. Eu adoro isso.

Penso sempre muito sistemicamente e tendo a enxergar o "todo" sempre para entender com clareza relações de causa e efeito. Deve ser genético. Meu pai é assim também.

Mas ele usa as conclusões dessas relações para tentar construir um futuro e planejar excessivamente, eu já prefiro usar apenas para acalmar meu coração em relação às coisas que não tenho muito como mudar.

Em relação às coisas mais difíceis fico mesmo com a dupla "paciência e perseverança" pra chegar onde quero. Sem pânico rsrs

Em relação às coisas mais simples simplemente vou lá e mudo. Salvo alguma crise de preguiça rsrsr não costumo deixar para amanhã o que posso fazer hoje.

Bom, vamos lá.

Você não vai mesmo me dizer como faço pra escutar seus primeiros discos né? Beleza então... como dizem minha filhas "belém, belém nunca mais fico de bem" (nossa, de onde tirei isso?)

E por falar em crianças, quem é essa coisa linda ao seu lado na foto? Parece contigo... Você e essas fotos cheias de efeitos visuais rsrs

Olha, Antônio, conseguir esse filme original para comprar é MUITO difícil. Já tentei de tudo mas ainda estou em busca. O original que tinha fiz a imensa asneira de emprestar e dancei.

Tenho uma cópia, embora também não concorde com isso, mas uso esse filme em sala de aula, não dá pra escapar. Ele é muito precioso para mim. Você o encontra na amazon.com

http://www.amazon.com/gp/offer-listing/6302670306/ref=dp_olp_new?ie=UTF8&qid=1250790288&sr=8-2&condition=new

usado ou novo. Há preços absurdos ali e a venda é em dólares, ou seja, meio complicado. Mas vale a pena tentar se quiser ter o filme.

Pra galera que postou, sugiro mesmo, muito que o procurem para assistir. A discussão vai desde o método cartesiano até a poesia de Pablo Neruda. E, de fato, ajuda bastante, de maneira bem "didática" digamos assim, a entender as diferenças entre as físicas (nada a ver com o que se aprendeu no segundo grau, viu?), a história do conhecimento, o método cartesiano, as implicações das decisões que tomamos, as possibilidades de "direcionamento" de um pensamento, o esgotamento do capitalismo e muito muito mais. Eu sou fã de carteirinha desse filme há anos. Sempre me ajuda a explicar questões mais profundas em qualquer matéria que eu esteja lecionando. E olha que estão todas na área de administração. Enfim... Devia ganhar um troco pela publicidade né? rsrs

Lamento quanto à sua estante rsrsr Eu fico absolutamente enlouquecida quando tiram meus livros, CDs e DVDs do lugar rsrsr Mas nada que uma manhã não ajude a reorganizar. Força aí!

...

A Nuvem de Nejar disse...

...

Essa questão que você levantou sobre essa certa "preguiça mental" que nos faz acatar certos assuntos sem questionamento é um assunto que merecia um estudo mais aprofundado.

Na verdade eu estudo bastante assuntos que se relacionam de alguma forma com isso. Por conta do mestrado acabei me embrenhando nos estudos sobre educação, mecanismos de aprendizagem, estudos sobre neurologia, sobre didática, sobre avaliação, enfim... tudo muito ligado à área de educação, que é meu xodó.

Mas é fato que a mente precisa de exercício tão cedo quanto o corpo. Malhar os músculos e não malhar o cérebro é um dos grandes pecados da gente.

Os pensamentos surgem dos circuitos neuronais que se interconectam e criam relações baseados em impulsos elétricos mesmo. É, esses mesmos que ligam as lâmpadas em nossa casa. Mete um dedinho em um cérebro em funcionamento que acaba rolando um choquinho rsrsr

Quantas e quantas vezes não fui encostar em alguém, beijar minha mãe e não levei um choque. Não ri não que é sério rsrs

Toda a atividade cerebral é baseada em eletricidade e ligaçõe entre os neurônios.

Quanto maior a quantidade de interconexões, maiores as estradas percorridas pelos pensamentos e maiores as quantidades de "passageiros" abarcados pelo caminho.

Ou seja, basta um certo pensamento começar a percorrer uma estrada que já tenha sido percorrida anteriormente e que tenha algum grau de relação com o que está em assunto no momento da passagem para aquele passageiro "pular" para dentro do pensamento e criar uma nova relação, uma nova conexão e um novo conhecimento.

Quanto mais você usar aquela mesma estrada, melhores são as chances de aprendizagem e utilização na vida real.

Se um pensamento entra nos circuitos e não encontra nenhum passageiro por lá, nenhuma experiência prévia a qual se conectar, um abraço, tende a não voltar mais.

E, o que é mais sério, se, por acaso aquele penamento tangenciar uma experiência ruim ou traumática ele fica interrompido ali. A pessoa tenderá a expurgar o pensamento e a situação que o levou a ele para evitar um novo trauma.

Quem é que não evita passar por situações que o levem a lembrar de um tombo, um acidente ou coisa parecida? O corpo começa a liberar hormônios e te paralisa involuntariamente em um movimento de proteção. Mais biologicamente natural impossível!

Por isso os professores, pais, tutores, responsáveis pelas crianças pequenas têm uma importância tão visceral e determinante em seu processo de aprendizagem pelo resto de suas vidas.

Fatalmente uma pessoa que não estudou com um bom professor, ou não teve nos pais uma figura de estímulo ao questionamento e ao conhecimento, ou em qualquer outra pessoa, tenderá a seguir exemplos e manter-se meio "preguiçosa" ao longo da vida. Tenderá a imitar e aceitar o que lhe é empurrado goela abaixo pela simples incapacidade de gerar um pensamento crítico Não haverá de onde buscar argumento que o façam ir contra ou a favor o que está sendo dito. Aliás, essa é uma das pragas do mundo moderno.

Alguém não gosta de um artista porque ouviu falar que seu trabalho é ruim, alguém não come certa comida porqu alguém disse que não presta e por aí vai. Experimentar pra quê, né?

Por isso eu agradeço aos meus pais e excelentes professores todo o estímulo que me dão até hoje.
...

A Nuvem de Nejar disse...

...

Não vou nem comentar mais a respeito do que postou sobre a física quântica e a sincronicidade. Foi perfeito! Acho que essa discussão nasceu porque queríamos enxergar a mesma coisa quando olhamos para um certo ponto e todas as possibilidades possíveis de que isso ocorressem se materializaram naquele ponto que estávamos observando. Bem quântico isso rsrsr

Agora, você tocou num ponto mágico em toda essa questão. O lance das questões fundamentais. O que me faz bem e o que me faz mal?

Já parou pra pensar na imensa, gigantesca e incomensurável importância dos opostos?

Como você sabe que está de dia?
Como você sabe o que é doce?
Como você sabe de está amando?

Para tudo isso a gente acaba usando um referencial oposto para responder. Nossos valores são todos construídos com base nos opostos.

Tudo bem que isso deixa qualquer pesquisador louco, porque começam naquela paranóia absoluta de querer achar A verdade, O certo, O bom, O mau e por aí vai. Quando, acredito, tudo isso seja sempre sempre relativo, exatamente porque será explicado à luz de seus opostos.

Escrevi outro dia mais uma vez o complemento para o velho ditado: "Não faça ao outro o que não gostaria que fizessem com você"; "mas também não saia fazendo com o outro o que te faz bem, porque pode ser que ele não goste e você acabe fazendo o mal na intenção de fazer o bem". rsrsrs Muito louco isso! Deve ser daí que tiraram outro velho ditado: "De boas intenções o inferno está cheio!"

AAAAAAAAA Chega! Como diz minha marida, isso aqui tá ficando do tamanho do Globo de domingo rsrsr

Beijos a todos, Abração Antônio. Vamos nos falando...

Ana disse...

Olá!
Bom, tb tive q ler mais de uma vez,não é um assunto de tão fácil digestão heheehe mas sempre vale a pena qndo se quer entender certas coisas!

Os comentários tb nos acrescentam! Valeu pessoal!

Esse assunto sempre me prende atenção pq eu, como pedagoga recém formada, tenho q me atentar ao fato da real mudança de paradigma, em especial no ensino. Penso q desse modo as pessoas serão capazes de compreender e enfrentar os problemas da humanidade, cada vez mais complexos e globais.

A teoria da complexidade diz isso, mas complexidade não é complicação!
Trazendo Capra novamente à nossa reflexão, ele nos trouxe uma concepção de mundo em q precisamos nos libertar da visão mecanicista q segrega e leva a mente humana aos extremos. Ainda muito presente em nossa sociedade, pq é mais fácil ser assim do q mudar...

Todos nós somos parte integrantes desse grande macrocosmo chamado Terra! Então vale o esforço para sermos diferentes e melhores!

Bjs a todos

Veluma Nunes disse...

Villeroy, como andam as coisas na gravadora? Falta muito pra terminar o cd? conta alguma coisa pq eu to muito curiosa!
E sobre o SARAU, vc já resolveu oq vai fazer? Vai levar 3 e no outro vc leva 2 ou vai tentar levar o Top 5 juntas?
E só mais uma coisa, libera mais uma musiquinha ae pra gentee. rs
beijocaaasss, Muitaaas saudades !
=)

Belle disse...

Oi Totonho!!!
Passando só pra dar um alô!
Também ando meio sem tempo!!!
Bjs a tds!!!
Isabelle.

Tainara Cláudia disse...

Oii, Totonho, tudo bem?
É a primeira vez que comento no seu blog, mais já li muitos de seus posts.
Adoro o seu trabalho como cantor e compositor.

Adorei esse post!!

Vou começar o meu comentário com uma frase.

"Não existe a casualidade e sim a causalidade."

Tudo o que pensamos é criado. Criamos formas-pensamentos o tempo todo. O que vai levar isso a acontecer é a repetição desse pensamento.
Tudo o que somos hoje é o que pensamos ontem e o que seremos amanhã é o que pensamos hoje.

Falando em uma escala maior temos os "Egregóras", que são entidades que são criadas pelo repetição de determinados pensamentos de uma ou mais pessoas.
Se formos pensar a humanidade está o tempo todo criando.
Certa vez um amigo meu me disse "que podemos mudar o mundo com o nosso pensamento."
Crise, gripes, guerras, acidentes, acontecem mais toda vez que acontece as pessoas pensam deve acontecer de novo. Quando pensamos assim estamos alimentando um pensamento ruim.
A sociedade de hoje é totalmente mecanicista. Só se importa com o lado material e se esquece do lado espiritual. E quando achamos que nada podemos fazer para se mudar uma situação apelamos para Deus, esquecendo que temos nosso Deus Interno e que ele está pronto para nos ajudar na hora que precisarmos.
Devemos sempre lembrar de que o mundo muda quando a gente muda. Quando passamos a remover hábitos que nos prejudicam, as outras pessoas começam a mudar também.
As mudanças são de dentro para fora.
Devemos sempre fazer o bem para recebermos o bem.
Se cada fizer a sua parte tudo se transforma, tudo cresce, tudo evolui.
A humanidade parece que só sabe evoluir pela dor e esquece que também é possivel evoluir pelo amor. Amor ao próximo, amor à natureza, amor as virtudes.
Valorizando a nossa planeta e o nosso irmão com certeza o mundo vai melhorar.

Espero que vc tenha gostado do meu comentário.

Vou deixar uma pergunta pra vc!!
Totonho, me chamou a atenção do uso de alguns termos que vc faz tais como "egrégora" e certa vez em uma entrevista vc usou o termo "vida Eubiótica". Vc faz parte de alguma sociedade espiritualista ou colégio iniciático?

Bjos!!

Juliana!!! disse...

Totonho,
Hj dei uma lida no POST anterior e a Nuvem (Leticia) comentou sobre o filme "Quem somos nós?" (What the bleep do we know?)... Nossa, as imagens q me veem a cabeça sao os registros das particulas de agua em diferentes locais (igreja, guerra, etc e tals)... O q converge muito com a historia do Inconsciente Coletivo, em minha humilde opiniao!
Vc(s) conhece(m) o trabalho da NISE DA SILVEIRA? Ela desenvolveu uma especie de terapia com pacientes de centros psiquiatricos, utilizando a Arte, e acabou tocando na questao do Inconsciente Coletivo.... Ela tem alguns livros publicados, vc os tem?
Nossa,SIM... É possivel sabermos o que nos faz bem e o que pode nao nos fazer tao bem! Energia é tudo mesmo!!!!
ENFIM.... Sinto estar sem muito tempo pra escrever e ler aqui com calma, mas nos professores estamos maluquinhos com a historia da reposicao de aulas... Afs, to sendo comsumida pelas exigencias!
Bom.... vou indo, agradecendo vc e os blogueiros que aqui escrevem e tanto nos trazem reflexoes bacanas!
BJAO e ATE MUITO BREVE! hehe
PS> Le-Nuvem, tks pelo oferecimento de abrigo hehe
PS2> Boa Gravacao de CD pra vc!

Juliana!!! disse...

Totonho!
Sem querer ser chata e inconveniente, mas ja sendo.. (Juro q nao queria! Enfim...)
Sei q vc disse q avisara o mais breve o possivel...
Mas, quase todo dia, to procurando as passagens pro final de semana citado (feriado 7 de set)... E a cada dia as possibilidades vao ficando menores... Já ate olhei um ape...
E sei lá, por ser feriado, a procura de tudo (passagem e ape, no caso) fica maior e as possibilidades mais restritas....
Quando vc confirmar pelo menos a SEMANA, me avisa, please!!!!!!! (julianapresto@yahoo.com.br)
PS> No final das contas, a pior das hipoteses é ir de carro... hehehe

Veluma Nunes disse...

Tainara Claudia , seja bem vinda aqui , já chegou nos acrescentando sábias palavras.
Juju amiga , eu tbm conheço o trabalho da NISE SILVEIRA. Tinha uma frase dela no meu perfil:

"Não sou muito do passado, sou do futuro. Quem olha muito para trás, fica"

Sr Antônio, estou me sentindo abandonada. Aparece! rs ,
saudadees . BEIJOS .

Giselle disse...

Assim como a Veluma tbm to me sentido abandonada!!rsrsrs
Voltaa!!
Saudades, mas entendemos que vc tem um tempo bem corrido.
BjOs

Antonio Villeroy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antonio Villeroy disse...

Oi pessoal

Tudo bem?
desculpe a ausência, é que tenho andado mesmo sem tempo. Rolou uma outra música de filme, além do meu disco e do tal DVD, do qual pretendo falar um pouco no próximo post.

Gostei muito dos comentários. Dá pano pra muita manga.
Não me estenderei muito hoje, vou dormir cedo porque amanhã o dia está cheio de atividades, gravações, reuniões e coisas pessoais pra resolver.

To achando que o sarau do dia 5 não vai rolar e só vou poder falar isso com segurança no meio da semana. Portanto acho arriscado qum vem de fora comprar as passagens agora.

Desculpem mas é que o bicho tá pegando. Em compensação, ontem conclui duas músicas novas que vão entrar no disco. Tô muito feliz com elas!

Obrigado a todos pela constância e carinho.

Boa semana.
E até breve com um post completo.

Belle disse...

Olá Antonio!
Composições a todo vapor hein!! É isso aí!!!

A cada comentário seu fico mais ansiosa com seu próximo CD!!! Que venha logo!

Aguardando informações sobre o sarau e sobre o "tal" DVD!!!

Grande Beijo!
Isabelle.

Juliana!!! disse...

Totonho querido!
Nossa, fico tao feliz q vc esta fazendo TANTA COISA!!!! Sinal da sua competencia e novas coisas boas por ai! Entao, nem precisa se desculpar pela asuencia nao!
Hum, esse tal DVD! hehehe :-X
Novas musicas... entao ja tem umas 18, é?? Q ansiedade pro seu CD e shows, viu!!!!!!
Outra trilha sonora de filme?????? Conta!!!!
Quanto ao Sarau... Nao se preocupe nao, so escrevi pq fiquei aflita pela questao do Feriado já q a procura é maior e tals... Qdo vc marcar, eu irei!
Bjao e descansa bastante!!
Ate mais!!!!!!

Veluma Nunes disse...

ah , dormir cedo é preciso as vezes.
Música nova? HUM MEU DEUS!
Que ansiedade!
ahhh , compreei o cd e minha avó está se sentindo.
Até melhorou do resfriado.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
saudadees ,
Beijos meeu e da minha avó.
PS: Glorinha ( minha avó) diz:
" Manda um beijo pro lindão"
kkkkkkkkkkkkk,
TO RINDO ALTO COM ELA AQUII.
muitaas saudadeess meeeu rei.

Kiana_Nursing disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kiana_Nursing disse...

Bom dia Totonho!!!

Quantas novidades vem por aí!!!
Isso é ótimo,saber que está trabalhando a todo vapor,produzindo,criando...sinal que teremos muito a ganhar.

E quanto ao sarau,obg por nos avisar,e realmente cmo a Juliana expôs aki,a procura nesse fds que antecede o feriado é complicado...

Como sou de mto mto mto mto distante (rsrs) só irei tomar uma atitude qndo vc Totonho tiver com a certeza do dia do sarau,estou "tentando" me organizar em algumas coisas,e não se preocupe,que não farei nada arriscado e sem vc me dá a segurança disso antes.

Ah,e quer saber,fique a vontade com a data,resolva tudo com calma e sem pressa,suas atividades,seus compromissos...e p falar a verdade,até acharia bom se o sarau fosse num fds "sem" feriado rsrs

Aguardamos seu retorno com boas novas!!!=D


xerãooooo de sua fã potiguar

Ana disse...

obaaaaaaa adoro novidades!!!!

É sempre muito bom quando aparece aqui nos comentários!!!

Estou muito feliz por vc e seu trabalho! Mesmo, mesmo...

Tb aguardo com ansiedade os novos trabalhos...

Esse "tal dvd" kkkkkkkkkk, as novas músicas, os shows...

I love you!
Bjão a todos e boa semana

Thais Pinheiro disse...

Villeroy não me deixa curiosa não,vc chega aqui fala assim o tal do DVD,como assim eu sou muito curiosa,mais vou te q esperar,tudo bem eu aguento..rsrsrs
Mais ve se não demora hein,saudades!
bjs

Veluma Nunes disse...

ah , outra coisa :
TAL DVD ??????? porque a colocação do tal ???? Explique-se !!!
rs , beijoooosss.

A Nuvem de Nejar disse...

Blz, Antônio!

Caraca, como eu escrevi, meu... tava relendo agora. Pelo amor... ninguém merece isso.

Prometo que da próxima vez posto com um assunto no meu blog pra não cansar o dedo de tanto rolar o mouse pra baixo para chegar ao final dos posts kkkk

Bom trabalho e muito sucesso!

Abração!

PS.: Só pra não perder o hábito: vc bem que podia deixar eu escutar seus primeiros CDs né? hihihi

Veluma Nunes disse...

Ah , Villeroy! como todos nóis aqui fomos informados pelo fantástico, o cantor BELCHIOR sumiu. Eu achei isso tudo muito estranho, acho até que ele pode ter passado dessa para uma melhor.
Vc gostava das músicas dele? Como músico o que vc achou disso tudo?

Posso fazer só um pedido????
VÊ SE NÃO SOME DO MAPA TAMBÉM! PORQUE SE PO FANTÁSTICO NÃO TE ACHAR , EU ACHO! ( kkkkkkkkkkkkkk)
Só uma forma de descontração, porque o assunto é sério. rs
beijocaaass.

Juliana!!! disse...

Tötonho,
Sei que esta corrido e tem MUITO pano pra manga já nesse blog hehehe
MAS sei q vc é umc ara inteligente e poe a boca no trombone, se preciso, mesmo...
SARNEY X SUPLICY! http://www.band.com.br/jornalismo/brasil/conteudo.asp?ID=168886
Eu to num momento AFSSSSSSSSS da vida politica desse pais..... Sarney, Collor no Senado! Pai do ceu!!! Ajuda!!!!!!!!
Bjao e boa gravacao de CD e o "Tal" DVD (agenda do Gilberto Gil, povo) hehehe
ATE MAIS!!!!!!

Giselle disse...

Ansiosa por novidades!!CD, DVD e trilha sonora, uau!!
Sem brincadeira, esse blog da uma ansiedade alegre pro meu dia.Muda mesmo a cara das coisas.Entro aqui só "25 horas por dia"...rsrs
Aproveitando o q a Juliana disse...
Uma coisa q me mata é o ar
de "Foda-se eu estou aqui, idiotas", do Fernando Collor.Pessoa mais cara de pau.Que se sente ainda no direito de andar com ar de superioridade.
E o caso Sarney?PQP!!
PIZZA !!!
BjOs

Pia Fraus disse...

"Ponto de Mutação" é um filme instigante... PI 1998 também é maravilhoso, mas, aborda a conexão por um padrão numérico... fantástico também... assisiut Letícia? E por falar e universalidade, é gostoso demais ver a abrangência musical que estabelece... isso lhe faz mais que um músico... meio que um xamã musical... bjo!