terça-feira, 7 de julho de 2009

PEPÊ, SOM, FURIA E GRAVAÇÕES EM PORTO ALEGRE










Segunda-feira 06/07/2009    No Ar

23:20 Voando para Porto Alegre, acabei de ler, na revista da TAM,  uma matéria sobre Som e Fúria, minissérie que Fernando Meirelles está dirigindo para a Rede Globo, com Pedro Paulo Rangel, Andréia Beltrão, Débora Falabella,  Rodrigo Santoro, e outras feras. Segundo resenha que li em algum site, a minissérie mostra os desafios de um grupo de teatro para manter a qualidade artística de seu trabalho em contraste com as exigências comerciais e de público. Com ironia e bom humor, questões pessoais e profissionais entram em conflito, criando tramas e dramas entre atores, diretores e patrocinadores.

 Fiquei muito feliz ao saber que o PP Rangel é protagonista, porque sempre admirei seu trabalho, no teatro e nas telas . Ele é de fato  um dos grandes atores brasileiros. Trabalhamos juntos nos anos 1990 quando fiz a trilha da peça Circo da Solidão do saudoso criador e diretor Márcio Vianna no CCBB, no Rio de Janeiro. A peça era sobre Werther , um Werther multiplicado em passado, presente e futuro,  espelhando seu autor, Goethe, e Roland Barthes que o releu brilhantemente em Fragmentos De Um Discurso Amoroso. O Pedro Paulo fazia um dos papéis principais, o Werther do futuro que julgava a si mesmo em seu momento derradeiro numa brilhante atuação.

No começo do ano, encontrei o Ary Fontoura, quando fui convidado por Edson Celulari a fazer um show surpresa no aniversário de Claudia Raia, a Donatella de A Favorita, que estava em seus capítulos finais, e que eu acompanhava como acompanhei Cobras e Lagartos, ambas novelas de João Emanuel Carneiro. 

Fui comprimentar o Ary, por tratar-se de um ator cujo trabalho também admiro há muito tempo. Ele me respondeu: "Você fala isso porque agora estou na moda."  Eu lhe disse, "Não é verdade, eu lhe acompanho e lhe admiro desde os tempos de Saramandaia (1976) e sentia falta de vê-lo mais seguidamente." Ele ficou surpreso qcom minha resposta, pois andava meio sumido. Pois agora ele já emplacou em outra novela

Por isso torço agora que o Pepê também fique na moda, pois quem ganha com isso é o espectador brasileiro. Mais um ponto pro Meirelles.

A propósito, Som e Fúria estréia  hoje a noite, depois de Casseta e Planeta.


Terça-feira, 07/07   Em Porto Alegre

11:30 Estou no estúdio Soma, do Tiago Becker com quem vim onde vim finalizar as gravações e mixar a trilha do filme. O Tiago é um engenheiro de som muito fera que trabalhou alguns anos nos melhores estúdios de Los Angeles e que agora tem sua própria sala aqui em Porto Alegre.  Já trabalhamos juntos anteriormente, quando ele fez as gravações e pré-mix dos meus dois discos ao vivo com orquestra e também operando o som em diversas tournés. É um cara em quem confio muito. 

Começamos a sessão gravando uns violões com o Paulinho Fagundes, que é um excelente músico de uma família de artistas muito conhecidos na região sul do Brasil. 

14:07 Tá batendo uma fome incrível. Mas ainda vamos seguir aqui por pelo menos mais uma hora. Tem que cuidar pra não ficar tomando cafezinho, porque em estúdio pode começar como desejo e  acabar em compulsão.


15:00 Saída pro almoço.


16:00 Voltando do almoço, comida caseira, com feijão mexido, couve, salada e legumes no vapor.


            Agora vamos gravar  umas percussões com outro grande músico, Giovanni Berti, que tem sobrenome italiano e cara de índio. São essas miscigenações que conferem ao brasileiro tanta musicalidade e espírito universal.


O Giovanni trouxe um vaso marroquino que tem um som muito interessante. Inspirou-me uma música nova, que vai encaixar como uma luva numa cena cuja trilha ainda não me havia satisfeito.  A trilha, de uma forma geral está mais acústica com duas músicas orquestrais. Não há bateria, nem guitarra elétrica em nenhuma delas, em alguns casos, coloquei loops que estamos complementando agora com percussão acústica ao vivo. Agora que estou terminando a parte de criação e gravação e que entraremos na parte de engenharia sonora, começo a sentir saudades de todo o processo de concepção desse trabalho.


17:20 Acabamos de receber a visita de uma querida amiga,  a cantora, flautista e saxofonista, Denise Fontoura, que chegou de um Concerto para Juventude com a Orquestra de Câmara de Theatro São Pedro. A Denise morou anos em Viena e me hospedou em sua casa algumas vezes. Em 2005 gravou comigo o CD/DVD Sinal dos Tempos.  É bem possível que ela grave alguma coisa aqui na trilha.


18:30 Fechando a tampa por hoje. 


À medida em que as mixagens forem ficando prontas, vou disponibilizar para escuta no site oficial e my pace:

www.antoniovilleroy.com

www.myspace.com/antoniovilleroymusic  


Amanhã falamos mais.

Abraços.


Fotos: 

Pedro Paulo Rangel Shakespeareando em Som e Fúria

Tiago Becker

Paulinho Fagundes

Giovanni Berti
Denise Fontoura
Tiago, Antonio, Denise, Giovanni


14 comentários:

Carol disse...

Que bom que você comentou a respeito de "Som e Fúria", não vou perder! Com Fernando Meirelles, não tem como não ser ÓTIMO.


Será que consegui fazer o primeiro comentário de novo?!

Se eu consegui e você for me responder, gostaria que falasse um pouco mais sobre seu gosto por televisão e cinema, já que seu post tratou um pouco disso.


Obrigada, beijos!
Carol.

Giselle disse...

Ah neim, Carol!!!rsrsrs
Já havia escutado um comentário à respeito da minissérie.Nossa, só fera!!!E falando em fera...esse mês aqui em Brasília vai ter apresentação da peça: Silvia ou a Cabra.Uma adaptação do super JÔ SOARES , e o elenco conta ainda com o mega ator ZÉ WILKER.Imperdível!!
E, Totonho vc ainda ñ se rendeu a sedutora cafeína?Boa sorte então, viu?!rsrsr
Bjus

Luan Santos (Aracaju - SE) disse...

Deve ser muito bom esse programa (Som e Fúria)! Já tinha visto a propaganda. Vou assistir pra fazer o "teste" (aprovado). Rs.

Quanto ao CD...

Antonio, assim que for terminando as mixagens vá colocando no site mesmo! Pelo menos algumas. Das que ouvi (pelo site e pelo myspace), gostei muuito de ALÉM DO PARAÍSO (very good rs), OURO (essa tem uma letra muito boa que, quando em paralelo ao ritmo, à melodia da música, interagem de forma sensacional! Talvez eu não esteja falando nada com nada, já que não entendo de música pelo lado profissional, mas percebi mais ou menos isso nessa canção. Rs Já "viciei"), ISTANCOV e as veteranas GARGANTA e SINAIS DE FOGO.

Então é isso. Só esperando o lançamento...

Valeu!

Veluma Nunes disse...

SOM E FURIA vai ser sem dúvida nenhuma uma minissérie que vai deixar marcas, Fernando Meirelles, além de ser ótimo, consegue tocar a todos.
Nossa Totonho cada dia que passa vc me surpreende mais com os seus gostos , Além do Meirelles vc gostar do Ary, ele é maravilhoso e acho sinceramente que merecia aparecer mais vezes na telinha já que quando ele aparece ele arrebenta né.
E quanto a culinária , aguardo anciosa um outro prato que não seja peixe! rsrs,
Beijoos !

Kiana_Nursing disse...

Aiii sempre chego tarde por aki =P

Oi Totonho,

Som e Fúria mto bom vc comentar sobre,vi o primeiro capitulo hj,axei otimo xD
Vou acompanhar o seriado!

Trabalhando mto hein,mto bacana!

Mto bom,ver vc relatando todo o processo de elaboração da trilha,e ir falando por tantas coisas q nos faz conhecer seu mundo!És incrivel mesmo,Totonho!

xerãooo de sua fã potiguar

PS.: Eiii,nao me esqueci de poder ter um showzinho seu por aki viu?ainda to esperando por isso heehehe

Antonio Villeroy disse...

Olá

Carol, você é mesmo muito rápida. É pessoal, tem que ficar ligado.

Ontem assisti ao primeiro capítulo de som e fúria.
Achei muito bem feito, interessantíssimo o começo, apresentando o contraste entre as duas companhias, ambas encenando Shakespeare, uma estreando Sonho de Uma Noite Verão no Municipal com toda pompa, numa produção comercial, sem grandes vôos, voltada ao entretenimento e a outra com Tempestade, considerada a obra prima do gênio Elisabethano numa montagem ousada e tendo que abandonar o teatro decadente onde estão se apresentando por falta de dinheiro para pagar o aluguel.

A direção de Meirelles e as atuações dos atores estão excelentes. Felipe Camargo que eu não havia citado no post está surpreendente como Dante, denso, alucinado e verdadeiro.

Andreia Beltrão, como sempre maravilhosa, faz entrever que imensa atriz de teatro ela também o é.

E o grande Pedro Paulo com um tempo cênico incrível, vai do drama para o humor com uma categoria de mestre.

Gostei muito da luz e da câmera, as soluções encontradas por Fernando Meirelles demonstram porque ele é um distinto artífice das telas.

Sempre fui cinéfilo, desde quando ia às sessões da tarde no cinema Vitória em São Gabriel, a partir dos 5 anos de idade.

Em Porto Alegre, a partir dos 15,
passei a frequentar o cine Bristol que só passava cult movies. Foi lá que descobri, a Novelle Vague, o neorealismo italiano, o expressionismo alemão e outros movimentos, diretores e atores.

Atualmente vejo mais filme em casa e tenho visitado e revisitado alguns clássicos.
Do cinema atual passei em cheque todos os filmes de Johnny Depp e agora estou vendo os de Javier Barden, dois atores diferenciados que se transformam a cada personagem.

Por hoje é só, senão esse comentário vira um outro post.
Prometo voltar a falar de cinema e TV futuramente.

Bom dia a todos.

Hannaly Oliveira disse...

Adoro esse clima de 'estudio' nas fotos. Fico encantada aqui, querendo estar aí, hahaha

Um vaso marroquino?!
Adoro percussão com objetos inusitados. No outro dia vi no youtube um show em que os caras tocavam um fusca. simples assim. E sai muita musica boa, incrivel.

disponibiliza logo as mixs!
beijones

Veluma Nunes disse...

A Minissérie ontem foi perfeita , agora estou anciosa aguardando os outros capítulos!
Beijos!

Dani Sampaio disse...

Antônio!

Percebendo seu novo "estilo" de postagem, sugiro que faça um "Twitter", onde você pode postar notas rápidas sobre o seu dia a dia : )
É mais prático que blog, eficiente e, o melhor, pode ser atualizado do celular =)
Aqui segue o link do site --> www.twitter.com
Espero vê-lo logo "twittando" por aí... rs ^^
Um beijo!

Cami Rodrigues disse...

Uma pena que nao posso assistir!
Tentei pela Globo internacional mas nem rolou! Puxa....

Felipe disse...

Diga lá Vileroy
esta bem bom isso aqui.
dei uma bascullada geral por riba
quer dizer que tu também és mestre cuca?

quando é que sai esse filme, onde foi filmado, a trilha vai ter CD?

abraços desde la frontera

Taís Berg disse...

Antonioooo

que saudades!
não vinha aqui há meses, porque fiquei meses vindo e não vendo nada de novo. eis que agora me deparo com um blog cheio de novidades, textos interessantes e fotos legais de todo tipo. Gostei desse novo formato bem abrangente e também dos posts que vc coloca as horas, como um diario.
tô bem feliz de voltar a frequentar suas páginas. adoro você, seu trabalho seu jeito de escrever. você devia escrefer livros tambem.rs. se você tiver tempo é claro, nós fãs somos muito pedichões, sempre queremos mais.
beijões e boa sorte. sucesso!!!!!

Ariadne disse...

AH! NÃO VALE
DOIS DIAS SEM POSTAR.

QUEREMOS MAIS NOVIDADES.
TÔ VICIADINHA NO SEU DIÁRIO.
O QUE ACONTECEU ONTEM?
RSRSRS

SABIA, DOS 13 AOS 17 EU TIVE UM DIÁRIO, QUE NO COMEÇO EU CHAMAVA DE MEU PEQUENO DIÁRIO. DEPOIS VIROU MEU PEQUENO. NOS ULTIMOS TEMPOS DEPOIS DE CHAMAR DE PEQUENO EU CHAMAVA SÓ DE PÊ. ERA COMO SE FOSSE (E ERA) UM AMIGO INTIMO. DEPOIS FUI FAZER ANALISE E O PÊ FICOU ABANDONADO.

OUTRO DIA, RECONTREI O PÊ DENTRO DE UMA PASTA ANTIGA. NA VERDADE ERAM OS PÊS PORQUE ERAM 4 CADERNOS. CHORAMOS E DEMOS ALTAS GARGALHADAS LEMBRANDO NOSSOS MOMENTOS. NO COMEÇO EU ESCREVIA UMAS CINCO SEIS VEZES POR DIA. NO ULTIMO PE EU TAVA NAMORANDO UM CARA SUPER CIUMENTO. QUE VIVIA QUERENDO OLHAR PÊ. EU TINHA QUE ESCONDER. ENTAO FUI DIMINUINDO O RITMO. NO FINAL ESCREVIA UMA FRASE A CADA DOIS DIAS E FIQUEI ATÉ UMA SEMANA SEM ESCREVER. A PENULTIMA COISA QUE ESCREVI FOI "BURRA". NAO LEMBRO POR QUE. MAS PELO JEITO MUDEI DE IDÉIA PORQUE A ULTIMA COISA ESCRITA DOIS DIAS DEPOIS ERA: NÃO! VOCÊ É UM GÊNIO. MAS NÃO CONSIGO LEMBRAR O QUE ESTAVA ACONTECENDO. ACHO QUE DEIXEI ESSAS LEMBRANÇAS NO DIVÃ. RSRSRS

ANTONIO, ME DESCULPE, FALEI PRA CARAMBA AQUI E NÃO COMENTEI NADA.
MAS POSSO RESUMIR QUE ESTOU AMANDO ESTAR EM SUA COMPANHIA.

BEIJOKS

Juliana Lima disse...

Estou adorando Som e Fúria.
Vi que você gosta de cinema e gastronomia ,e ai lembrei do filme Estômago do Marcos Jorge,é ótimo,se você ainda não viu,fica ai minha dica.


Estou esperando as músicas no myspace.


Beijo no cuore!