sábado, 13 de setembro de 2008

MÚSICA, MEMÓRIAS E FUTEBOL



Quarta-feira terminei de mixar a canção Ouro com Renato Alsher no estúdio Corredor 5, no Leblon. O Renato é um excelente engenheiro de som que começou sua carreira profissional mais ou menos na mesma época em que comecei a minha, nos anos 80, em Porto Alegre. Sua família tinha um dos poucos estúdios da cidade, a EGER e o Renato já se destacava pelo som que tirava, principalmente quando trabalhava com o grupo Cheiro de Vida, uma banda instrumental da pesada que tinha forte presença na cena local.  Resumindo, Ouro ficou com um sonzaço que poderá ser conferido essa semana na sessão Obra Aberta do site.  E quarta-feira também era dia de jogo da seleção, o que sempre cria uma expectativa em quase todos nós brasileiros. A caminho do estúdio, ouvi no rádio uma declaração do Dunga sobre como a equipe precisava respeitar o time da Bolívia (o que concordo), pois ali todos estavam trabalhando, para ganhar o pão de cada dia (uma frase absurdamente deslocada do contexto) e que os nossos jogadores não poderiam querer resolver tudo de uma vez, que era necessário trabalhar a bola até surgir uma oportunidade ... Ih!!! , já senti no tom dessa conversa um inevitável zero a zero, se não um desastre maior. No intervalo do jogo, o Ronaldinho repetiu a mesma ladainha. Pensei, essa doença pega! Não deu outra: Mais um fiasco da nova Era Dunga.  Pretendo voltar a esse tema, mas lembrei agora que quando o Ronaldinho estava para sair do Grêmio, transferido para o PSG eu fiz uma canção falando dos novos jogadores que deixavam o futebol brasileiro para jogar no exterior. Nessa época fazíamos umas rodas de samba no Carinhoso, um bar da Cidade Baixa, com Ronaldinho no pandeiro ou no tantan.  A canção chama-se Gramado Suplementar e talvez entre no repertório do show Além do Paraíso da semana que vem. Falando nisso, o show dessa semana foi bárbaro! O Bebê, acordeonista, estava viajando e foi substituído por Mará, que também atua com o Moraes Moreira e já integrou o grupo Forrossacana.  Pois o Mará arrebentou, não só pela sua atuação no palco, mas também pela eficiência com que pegou todos arranjos. Ele esteve na minha casa na segunda à noite. Passei as partituras e dois CDs com 18 músicas. Dois dias depois ensaiamos com toda banda e simplesmente passamos o show, sem precisar ficar parando para corrigir detalhes. Algo surpreendente!  Na quinta, o som do Hideaway estava bem melhor que o primeiro dia, o que fez tudo rolar mais redondo. Tivemos três canjas fantásticas, Chiara Civello, italiana radicada em NY, que passa uma temporada aqui no Rio, chegou de surpresa. Ela fez uma versão linda em italiano para a minha música Ela Não Sabe Dizer Adeus. Arrasou! Depois foi a vez de Bárbara Mendes que mandou muito bem em Amores Possíveis. Já a tinha visto cantar essa música no show de lançamento do disco que ela fez com Paula Santoro e João Nabuco com repertório todo escrito pelo João, mas na noite de quinta, ela estava ainda mais solta e fez um lindo solo no final da música. Quase fechando a noite, subiu o Jorge Vercillo, com quem comecei uma parceria recentemente.  Não chegamos a cantar nossa canção, porque ainda precisamos dar uns ajustes na letra.  Mandamos Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar, dele com Ana Carolina feita especialmente para Maria Bethânia. Essa música é linda e fizemos um arranjo com citação,  no violão e acordeon, de Merceditas, um clássico chamamé argentino. Depois cantamos Ouro com solo vocal mourisco do Jorge. Muito bom!!!  Na platéia havia muitos músicos, o que nos fez tocar ainda mais atentos e animados. Aliás, o público  foi um espetáculo a parte, dançando e cantando junto as canções conhecidas e até mesmo os novos refrões que iam aprendendo na hora. No dia seguinte recebi diversos telefonemas e e-mails que me deixaram muito contente, entre eles um do baixista André Vasconcellos que vai me enviar músicas para letrar e outro do guitarrista Mark Lambert que curtiu muito as canções e o acento rock da banda. Por falar em telefonema, o Gastão viajou cedo na sexta pra Belo Horizonte pra ensaiar um show que Milton Nascimento fará com Wayne Shorter nesse domingo em Ouro Preto. E me ligou do ensaio deixando ouvir um pouco do clima que estava rolando. Sensacional! Isso fez lembrar o Native Dancer, um dos melhores discos da história, que reuniu Shorter e Milton nos anos 70 e que ajudou a consagrar o Bituca no exterior. É bem possível que a gente viaje amanhã pra ver esse show de perto. E semana que vem retomamos Além do Paraíso nas Noites de Quinta da Hideaway  com o fantástico Bebê, de volta no acordeon, e canjas de Otto e Eduardo Neves. O Otto esteve aqui em casa e deixou uma música linda que já tirei no violão e passei por e-mail pra banda. Vamos cantar essa e talvez Da Laia do Lama. O Edu que já tocou tantas vezes comigo deverá entrar no set de sambas e ainda fazer o solo de Ouro no sax soprano. Isso tudo vai ser bom demaisss!!!!
Na foto acima, meu parça Mombaça que foi na camarim pro abraço com Vercillo,  Chiara e Bárbara.  No alto, Ronaldinho tocando tantan.  Torço pra que ele volte a brilhar nos campos!

15 comentários:

Anna Luna disse...

Parabéns pelo Blog. Super interativo, nos dá sensação de estar conversando com você.

Fabiana. disse...

Eu quando vi o blog pela primeira vez não tinha nada e achei - será que vai ser daqueles tipo apenas mais um?

Agora vi que não é, e está colocando cada detalhe do seu trabalho de uma forma que nos deixa curiosos e felizes não só pelas canções mas pelas belíssimas participações não só na voz, mas na melodia.
Beijos.

Serjão disse...

Pô, que espécie de colorado que tu és, guri?

Faz música pro Ronaldinho e ainda coloca foto dele no blog. Esse cara nem pênalti acerta mais.

Mas gostei do blog e do site.
Parabéns pela tua carreira.
Abração do amigo
Serjão

Claudia Mara disse...

Esse show deve estar lindo. Quando você vem para Brasília?

Lucia Salgueiro disse...

Muito bonito o seu site, bem desenhado e com navegação inteligente. Assim como sua música, que é encantadora.
Adorei ler seus textos no blog, não é à toa que você escreve letras tão lindas!!!

Parabéns!

Kate Ramalho disse...

Sua música é incrível. Descobri através da Ana Carolina, Mas depois que vi seu DVD minha vida mudou, mudou meu ponto de vista das músicas. Garganta com você é incrível, sou romântica e prefiro o seu "pra depois te ver voltar", do que o "pra depois te abandonar" da Ana. Pra Rua Me levar também ganhou outro sentido, mais profundo, humano, quase espiritual. Você canta de um jeito muito doce e apaixonante. Não sou dessas fanzocas de carteirinha, gosto da inteligência de suas letras que falam fundo na alma de uma mulher. Tô apaixonada, que fazer? Quando é que vai ter show em Curitiba?

Adalto Luz disse...

Antonio você é um mestre das palavras.
Estive no seu show em Campinas, num evento do Nelson Motta.

Seu site está sensacional. Blog nota 10.
Também torço pro Ronaldinho melhorar a bola.
Abração

Titina Ruiz disse...

Quem são essas pessoas com o Antonio e o Vercillo na foto. Não conheço nehuma.

Antonio, quando você vem pro Maranhão?
Uma vez vi você cantando na concha acústica de São Luis e gostei muito. Mas você estava diferente, mais gordinho. Agora está bem mais esbelto, um gato!

Patricia Lins disse...

Suas músicas são minha trilha sonora.
Obrigada por tantos momentos bonitos sublinhados por suas melodias e letras.

Gomez disse...

Eba Antonio!!!

Que beleza saber de tudo isso. É um puta estimulo saber de todo este seu movimento! Vou ouvir o Ouro no mysapce. Te digo de lá ! Valeu pracaramba a sonzeira no Studio AbbeiRoad no dia da homenagem que vc recebeu da Camara de vereadores aqui em POA. Aviza quando tiver sarau que eu vou daqui com tudo!
Abração.
Hique

Hique

Anônimo disse...

Quando tiver sarau me chama também ...

ana carolina disse...

Oi Antonio!
muito bom seu blog!
como eu queria estar no Rio agora, e poder ver um show seu no espaço laranja.
mas vou ao Rio em Dezembro, quem sabe ne?
E espero poder vê-lo logo logo aqui em Recife.
e dá um beijão na Jajá, rsrs
Adoro tudo o que você faz!
tudo de bom sempre!
Ana Carolina Cardoso. Recife-PE

Brunna disse...

Tonhooo..
'Ce ainda tá no espaço Laranjas?
Vai ficar até quando?
Ein..
gosto mucho de ti viu!?

Camilinha Ribeiro disse...

Olá Totonho(a intimidade kkk}
Primeiramente fico super feliz em estar tendo contato contigo, eu tbm tenho um blog gostaria que passa-se lá uma hora:
Parabens pelo blog adoro vc e a Ana, um dulpa e tanto.... bjus
http://anacarolinamaravilha.blogspot.com/

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado